Total de visualizações de página

segunda-feira, 29 de junho de 2015

"Pareceu-me ver hoje algum medo na cara de Passos Coelho"

Miguel Sousa Tavares acredita que o primeiro-ministro português já mostra alguma insegurança em relação ao risco de contágio de uma possível saída da Grécia da zona euro.

“Eu não sou psicólogo mas pareceu-me ver hoje algum medo na cara de Pedro Passos Coelho”, indicou Miguel Sousa Tavares, referindo-se ao discurso propositadamente mais comedido no que toca às afirmações de ‘cofres cheios’ proferidas anteriormente pela ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque.

O comentador acredita que o líder do Executivo já não mostra tanta segurança em relação à situação portuguesa, em caso da saída problemática da Grécia da zona euro. “[Passos] está a perceber que a estratégia ‘não somos a Grécia’ pode não funcionar porque se a saída da Grécia for descontrolada, nós estamos a seguir na linha de tiro”, sustentou o escritor.
Miguel Sousa Tavares sublinha que Passos Coelho já se está a aperceber que “isto pode ser um problema muito maior do que a saída do malcomportado, que é a Grécia”.
O comentador ainda dirigiu algumas críticas à forma como o governo português e o governo espanhol se têm posicionado face à situação grega, distanciando-se do caso. “A posição portuguesa e espanhola é uma posição de novo-riquismo político que é saloia, fundada na ignorância histórica e na leviandade política. Faz-me impressão”, atira o jornalista.
Sousa Tavares recorda o caso espanhol, que ainda esteve “pior do que a Grécia”, mas que “fez um acordo por debaixo da mesa para receber dinheiro sem ter a troika”
Fonte: NM

Nenhum comentário: