Total de visualizações de página

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Angola já detetou cerca de 60 casos de tráfico de droga

O Serviço de Investigação Criminal (SIC) angolano detetou e esclareceu, este ano, cerca de 60 casos de tráfico de droga a partir do exterior do país, maioritariamente do Brasil.

O número foi hoje avançado pelo diretor do SIC, comissário chefe Eugénio Alexandre, à margem do primeiro Conselho Consultivo daquele órgão afeto ao Ministério do Interior de Angola. Na abertura do encontro, o ministro do Interior de Angola, Ângelo Veiga Tavares, sublinhou a necessidade da captura também dos principais traficantes.

Segundo Eugénio Alexandre, é preciso redobrar a cooperação com o Brasil, porque a maior parte da droga traficada em Angola é proveniente daquele país sul-americano.
"Também temos que ter muita atenção em relação à falsificação de documentos, porque muitos cidadãos que estão no Brasil e nas cadeias utilizam documentos falsos nossos e passam-se como tal, quando são cidadãos de outros países", justificou Eugénio Alexandre.
"São esses indivíduos que recrutam as 'mulas' [correios de droga] e enviam-nas para Angola com droga quer seja dissimulada no organismo, quer seja em malas e outras formas", acrescentou.
O responsável sublinhou que a droga é igualmente proveniente de outros países, como a África do Sul, salientando que a nova forma de atuação dos traficantes aponta para a passagem direta do Brasil para a Europa, passando também pela África do Sul, República Democrática do Congo e São Tomé e Príncipe.
"Este é um novo ?modus operandi' e temos sido alertados pela Interpol e estamos agora a afinar a cooperação com os países com o qual temos relações, no sentido de em conjunto fazermos um combate acérrimo do tráfico de drogas", disse.
Em 2014, segundo adiantou Eugénio Alexandre foram remetidos a juízo cerca de 400 processos de indivíduos envolvidos no tráfico de drogas
Fonte: NM

Nenhum comentário: