Total de visualizações de página

domingo, 13 de dezembro de 2015

Como revelar as fantasias sexuais ao parceiro

Confessar as vontades e os desejos sexuais é um momento que continua a deixar algumas pessoas envergonhadas… mesmo perante as suas caras metade.



Quando se deseja algo, se tem vontade de experimentar algo, se quer ir mais além nas relações sexuais, a conversa com a cara-metade é fundamental… mas um momento muito difícil.

O medo de rejeição, incompreensão ou ciúmes são muitos e levam a que as pessoas – em especial as mulheres – se acanhem e nunca revelem os seus verdadeiros desejos sexuais.
Mas existem algumas formas de dar a conhecer ao parceiro aquilo que se quer na verdade, diz o site da revista Marie Claire.
Em primeiro lugar, diz a publicação, é preciso relaxar e ter consciência que os desejos sexuais são algo natural e inato nas pessoas. Depois, fazer uma pequena pesquisa e tentar perceber se o desejo se enquadra com a personalidade da cara-metade é meio caminho andado para evitar um ‘não’ redondo. Afinal, diz a revista, “o amor é entender e respeitar os limites alheios” e respeitar os receios e lidar com os medos é essencial.
Mas, quando ter ‘a’ conversa? Num momento íntimo, descontraído e em ambiente sexual. O momento de conversa que acontece antes do ato sexual é o ideal. O casal está com vontade de fazer amor, as marotices começam a ser feitas e ditas e o à vontade para confessar surge… e é bem possível que ambas as partes revelem o que realmente desejam no sexo.
Soltar algumas ‘migalhas’ sobre o assunto é também uma dica. Pedir para comentar um artigo sobre sexo, revelar algo que se viu na televisão ou na internet é uma forma de trazer o assunto para ‘cima da mesa’, ou da cama.
“O grande truque é mostrar que o seu desejo é também uma fonte de prazer para o outro: que fazer o outro feliz é estar feliz”, lê-se na publicação.
Fonte: NM

Nenhum comentário: