Total de visualizações de página

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Jornal i/Sol: "Quem quiser ficar aqui a chorar, vai já para casa"

Áudio do plenário do grupo Newshold, que se vai desfazer dos jornais Sol e i, e que causará o despedimento de 100 trabalhadores, foi publicado online pelos próprios jornais.



O grupo Newshold, do empresário angolano Álvaro Sobrinho, que detinha o Sol desde 2008 e do i desde 2014, realizou um plenário no dia 30 de novembro, do qual resultaram duas horas de gravação agora publicadas pelos jornais em questão.

No áudio, que pode ouvir na íntegra aqui, pode ouvir-se o CEO da Newshold, Mário Ramires, a explicar como se vão processar os despedimentos e quais são os planos para o que se seguirá.
De acordo com o Observador, a gravação do plenário foi posta nos sites do Sol e do jornal i por ordem do próprio Mário Ramires depois do Sindicato dos Jornalistas ter visitado as instalações do grupo Newshold.
“As empresas morrem hoje, estão falidas há muito tempo. Ninguém tem direito a nada, porque as empresas não têm dinheiro”, ouve-se na gravação.
“Nós estamos num barco que está a meter água há muito tempo e que agora está mesmo, mesmo, mesmo, mesmo, mesmo a ir ao fundo. Não se salva. Nem o armador nos pode valer. Com toda a imodéstia e toda a presunção, eu digo, eu estou ao leme. E como estou ao leme é minha obrigação ser o último a abandonar o barco com todas as consequências que isso implica”, acrescenta o CEO do grupo.
Ramires fez, ainda, um repto aos trabalhadores. “Quem quiser ficar aqui a chorar, e a dizer que isto é muito duro e que não sei quê, eh pá, esse não, esse vai já para casa. Recebe na mesma o seu salário, recebe na mesma a sua indemnização e sai já para casa”, atirou.
Fonte: NM

Nenhum comentário: