Total de visualizações de página

sábado, 5 de dezembro de 2015

Mário Soares não fugiu de acidente, diz assessor

Carro do ex-Presidente da República chocou com outro veículo em Lisboa. Motivos de “agenda” levaram a que não permanecesse muito tempo no local.



No seguimento da notícia de ontem, que dava conta de que Mário Soares terá abandonado o local de um acidente que sofrera, o assessor disse ao Jornal de Notícias que “não houve fuga porque as coisas ficaram todas combinadas”.

O choque aconteceu pelas 15 horas, na rotunda de Entrecampos, em Lisboa. O carro do Estado onde seguia Mário Soares (um Mercedes conduzido pelo seu motorista) bateu num Toyota Yaris de uma jurista da Câmara da Lisboa.
Carla Gonçalves terá ficado chocada com a reação do motorista do antigo Presidente da República, que, segundo contou à imprensa, lhe atirou um papel rasgado com o número de telefone e seguiu caminho.
Sucessivas tentativas de contacto permitiram perceber que o telemóvel em causa estava desligado, o que terá mesmo levado a condutora a apresentar queixa na PSP.
Menos alarmista é a versão contada pelo assessor de Mário Soares, que diz que se ausentou do local “por razões de agenda” e se “chegou a acordo” logo na noite do acidente.
Mais tarde, através de um comunicado, a jurista da Câmara de Lisboa veio realçar “o facto de o motorista lhe ter entregado um pedaço de papel com o contacto e o nome invocando a falta de tempo para resolver o assunto”.
Fonte: NM

Nenhum comentário: