Total de visualizações de página

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Sérgio Monteiro, "o predador" que confunde público e privado

A deputada do Bloco Mariana Mortágua desfere duras críticas ao agora ex-secretário de Estado.


Sérgio Monteiro, antigo secretário de Estado dos Transportes e o homem que teve a seu cargo várias pastas de privatizações do último Executivo, é o alvo das críticas de Mariana Mortágua no artigo intitulado "O predador", que assina esta terça-feira no Jornal de Notícias.

Recordando o tempo em que Sérgio Monteiro ainda era diretor do Caixa BI “onde se especializou em parcerias público-privadas”, estando na altura “do lado da banca”, Mariana Mortágua escreve sobre o percurso do agora ex-governante quando em 2011 passou a secretário de Estado.
Na altura, tinha “duas funções principais”, escreve a deputada do Bloco: “a renegociação para o Estado dos contratos feitos enquanto gestor e a privatização de empresas públicas”.
Criticando os valores pagos a escritórios de advogados e relembrando o ordenado de 30 mil euros, “o dobro do que recebe o governador [do Banco de Portugal]”, para tratar da venda do Novo Banco, a deputada fala sobre “os cinco anos meteóricos de Sérgio Monteiro”, descrito como “gestor, facilitador, governante”.
“Sob a capa da competência técnica, a eterna confusão entre o público, o privado e os escritórios de advogados que, sendo privados, trabalham para ambos”, escreve.
Fonte: NM

Nenhum comentário: