Total de visualizações de página

sábado, 30 de janeiro de 2016

[1-3] FC Porto dá a volta ao Estoril e Peseiro continua invicto na Liga

O FC Porto venceu o Estoril na 20ª jornada da I Liga e fica, à condição, a dois pontos do líder Sporting.

Danilo Pereira André André Estoril FC Porto
Análise: Dois jogos na I Liga, duas vitórias para José Peseiro. Não fosse aquele ‘deslize’ na Taça da Liga – embora seja verdade que os ‘dragões’ já estavam eliminados da prova – e José Peseiro poderia gabar-se de entrar apenas com vitória no seu novo clube.
O FC Porto até entrou mal no jogo, tendo sofrido, logo aos 3 minutos da primeira parte, o 0-1, por Diego Carlos, num lance em que Danilo Pereira ficou mail na fotografia, mas não esmoreceu e, apenas um quarto de hora depois, já dava início à remontada.
Miguel Layún fez uso da velocidade para ‘atordoar’ a defesa ‘canarinha’ e deixou a bola em Aboubakar, que, apenas com Kieszek pela frente, fez o empate. Pouco depois, o mesmo Miguel Layún viria a assistir Danilo Pereira, que se redimiu do erro no primeiro golo e, de cabeça, consumou a reviravolta portista.
PeseiroNa segunda parte, os ‘dragões’ optaram por pausar o jogo, entregando a iniciativa do jogo ao Estoril. Os ‘canarinhos’ dominaram na posse de bola, mas, quando o FC Porto decidia pegar no jogo, fazia-o sempre com perigo.
Aboubakar teve, nos pés, uma oportunidade soberana para fazer o 3-1, mas, a escassos metros da baliza e com Kieszek fora da jogada, atirou para as ‘nuvens’. Quem não falhou foi André André. A apenas 8 minutos dos 90, o médio marcou o 3-1 e deu mais uma vitória a José Peseiro, que fica, agora, à espera de uma ‘escorregadela’ do Sporting para encurtar diferenças para a liderança.
Momento do jogo: Danilo havia ficado ‘marcado’ depois de, no golo do Estoril, se ter deixado ultrapassar nas alturas por Diego Carlos, mas, assim que pôde, redimiu-se. Com o relógio a marcar os 33 minutos da primeira parte, o internacional português saltou mais alto que toda a defesa ‘canarinha’ e cabeceou para o fundo das redes de Kieszek, consumando a reviravolta portista.
Acompanhamento do encontro:
90' - Final do jogo na Amoreira. O FC Porto venceu o Estoril por 3-1 e reduz, à condição, para dois pontos a distância para o líder Sporting.
82' - GOLO do FC Porto! André André aproveitou da melhor maneira uma bola rechaçada por Kieszeck, depois de remate de Layún, e atirou para o fundo da baliza. 3-1 para os 'dragões'!
80' - O FC Porto continua a dar a iniciativa do jogo ao Estoril, mas, sempre que pega no jogo, fá-lo com perigo. Aboubakar, aos 77 minutos, e com a baliza completamente ao dispor, falhou clamorosamente o 3-1.
70' - A equipa da casa vai tendo mais bola, mas com pouca acutilância. Tirando Gerso, que tem dado maior profundidade ao lado esquerdo do ataque, a equipa do Estoril tem feito pouco para chegar ao empate.
60' - O Estoril recuperou alguma estabilidade do ponto de vista defensivo, mas sem criar grandes problema à defesa portista. 
50' - Início de segunda parte incisivo por parte do FC Porto. Entrou mais pressionante e agressivo na recuperação da bola.
46' - Começa a segunda parte. O Estoril dá o pontapé de saída.
45' - Intervalo no Estoril-FC Porto. Os 'dragões' vão para o intervalo a vencer pela margem mínima, e só se podem queixar de si mesmos por não ter dilatado a vantagem. Depois de consumada a reviravolta, o FC Porto teve várias oportunidades para marcar, mas revelou-se muito perdulário, frente a um Estoril que 'relaxou' depois do 1-0 madrugador.
40' - Os homens de José Peseiro continuam a pressionar e só não aumentaram a vantagem por culpa própria. Os 'dragões' têm pecada pela eficácia, que vai mantendo o Estoril 'vivo' no jogo.
33' GOLO do FC Porto! Danilo, que tinha ficado mal na 'fotografia' no lance que originou o golo do Estoril, cabeceou, lá no alto, e consumou a reviravoltado FC Porto. Três golos em 33 minutos na Amoreira!
30' - O FC Porto continua a pressionar e começa a dar sinais de que poderá chegar à vantagem. A equipa ganhou alguma velocidade, 'embalada' pelo golo do empate, e já podia, por mais que uma vez, ter consumado a reviravolta.
20' - Os 'dragões' avisaram, avisaram e, eventualmente, acabaram por marcar. O Estoril resguardou-se um pouco depois de conseguir a vantagem, dando demasiado espaço ao ataque portista, o que se revelou fatal.
18' - GOLO do FC Porto! Miguel Layún foi 'supersónico' a sair para o ataque e, à entrada para a área, assistiu para Vincent Aboubakar, que não falhou isolado frente a Kieszek. Está feito o empate.
10' - Entrada forte do Estoril, a jogar olhos nos olhos com o FC Porto. A equipa da casa tem trocado a bola com qualidade e, na primeira oportunidade de que dispôs, adiantou-se no marcador. Ainda assim, a equipa de José Peseiro não se conforma e tem dado sinais de perigo.
3' - GOLO do Estoril! Canto marcado no lado direito do ataque 'canarinho', Diego Carlos subiu mais alto que toda a defesa portista e cabeceou para o fundo da baliza. O Estoril entra a vencer no encontro!
1' - Pontapé de saída na Amoreira. É o FC Porto quem sai a jogar.
0' - Já há 'onze' do FC Porto. Eis os jogadores escalados por José Peseiro: Casillas, Maxi, Indi, Marcano e Layún; Danilo, Herrera e André André; Coroa, Brahimi e Aboubakar.
0' - Onze do Estoril: Kieszek; Anderson Luís, Diego Carlos, Yohan Tavares, Mano; Diogo Amado e Taira; Marion, Mattheus e Gerso; Léo Bonatini.
Antevisão: José Peseiro orientará hoje, sábado, pela terceira vez, o FC Porto em jogos oficiais. Depois de uma vitória inaugural frente ao Marítimo, na 19ª jornada da I Liga, o técnico aproveitou a já consumada saída dos ‘dragões’ da Taça da Liga para fazer ‘experiências’ frente ao Feirense, não indo além de uma derrota por 0-2.
Peseiro esperará, agora, consumar a reviravolta na ‘espiral’ negativa que o FC Porto vinha a passar durante o ‘reinado’ de Lopetegui, num terreno que tem tudo menos de fácil.
Isto porque, feitas as contas, há mais de três anos que os ‘dragões’ não vencem no Estádio António Coimbra da Mota – vulgo Amoreira – há mais de três anos. A última vez que tal sucedeu foi a 28 de outubro de 2012, sob o comando de Vítor Pereira.
Na altura, Jackson Martínez e Silvestre Varela marcaram os golos que deram a vitória por 2-1. O internacional português é, aliás, um dos grandes motivos de interesse neste ‘novo’ FC Porto, já que, com José Peseiro ao ‘leme’ da equipa, poderá estar prestes a ganhar nova preponderância, assumindo o papel de ‘número 10’ que o treinador tanto preza nas suas equipas.
Fonte: NM

Nenhum comentário: