Total de visualizações de página

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Acusado de roubo por tirar iPhone à filha de 12 anos por castigo

"Estava a fazer o que faz um pai. Se uma criança faz algo errado, devemos ensinar-lhe o que é certo", explica o pai.

Um homem residente no Texas, Estados Unidos, foi acusado de roubo por ter tirado o telemóvel à sua filha de 12 anos. Sim, este caso é verídico.
O Daily Mail informa que depois de ser acusado de roubo, o homem foi considerado inocente em tribunal. Caso tivesse sido considerado culpado teria de pagar uma multa que ia dos 46 aos 460 euros.
Ronald Jackson, de 36 anos foi acusado depois de por castigo ter tirado o iPhone 4 à sua filha. Alegadamente devido a no equipamento ter encontrado, em setembro de 2013, uma mensagem que considerou inapropriada.
O seu intuito era dar uma lição à filha, depois de ter visto que ela tinha sido rude com outra pessoa por mensagem. “Estava a fazer o que faz um pai. Se uma criança faz algo errado, devemos ensinar-lhe o que é certo”, explicou.
E agora pergunta. Mas quem fez a denúncia? A mãe da menina, Michelle Steppe, que explicou que depois de ter pedido a Jackson que devolvesse o iPhone ele recusou.
No entanto, o aparelho foi comprado por Michelle, que em tribunal disse que era ela quem pagava os tarifários e que aquele iPhone deveria estar na sua posse. “Não se pode retirar algo de alguém, independentemente de ser pai ou não”, explicou a mulher.
A filha foi, entretanto, envolvida no processo e a sua relação com Jackson deteriorou-se. Os dois não se falam.
Fonte: NM


Nenhum comentário: