Total de visualizações de página

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Marcelo, o malandro: 10 histórias que o demonstram

Mãos-largas, sociável, amigo de festas, imparável e irreverente. Conheça algumas das melhores histórias de Marcelo Rebelo de Sousa.

Ainda agora foi eleito e já ontem foi notícia por estacionar o carro num lugar reservado a deficientes, perto de um café em Caxias. Mas esta não é a primeira vez que um comportamento de Marcelo Rebelo de Sousa é reprovável ou simplesmente foge à norma.
Noutras muitas ocasiões o professor chamou a atenção enquanto protagonista de histórias caricatas. O jornal i conta hoje as “loucuras de Marcelo”. Selecionámos 10.
1 - Reunião com um diplomata em cuecas
Antes de um encontro com um embaixador do Irão, Marcelo molhou acidentalmente as calças. Sem tempo para trocas, acaba por receber o diplomata em cuecas sem que o iraniano descobrisse. Como? Nunca se levantou da secretária e justificou que receber os convidados sentado era um costume português.
2- Travessuras de infância
António Guterres contou numa entrevista ao Expresso que o seu amigo de infância Marcelo costumava tocar às campainhas e acordar os vizinhos de madrugada.
A avó de Marcelo também foi vítima de uma das suas partidas: o neto escondeu-se um dia debaixo da sua cama e abanou-a, simulando um terramoto e assustou verdadeiramente a idosa.
3 – “O Balsemão é lelé da cuca”
Durante os tempos em que trabalhou no Expresso aceitou o desafio da amiga Margarida Salema de acirrar o diretor do jornal. Escreveu “o Balsemão é lelé da cuca” numa das páginas e a frase foi publicada.
4 – Um discurso de língua cosida
Enquanto líder do PSD Marcelo partiu um dente que acabou por lhe cortar a língua antes de uma reunião do PPE. Levou vários pontos para conter a hemorragia mas discursou na mesma e até em inglês e francês.
5 – Diplomata no futebol
Quando os jogadores portugueses se desentenderam com a seleção canarinha durante um amigável no Brasil e ameaçaram abandonar o jogo, Marcelo entrou em campo para os convencer a ficar e o conselho foi seguido.
6 – Fuga a nado
Para escapar aos paparazzi que o fotografavam na praia, Marcelo atirou-se à água e nadou até outra praia. Chegou tão longe que o filho teve depois de o ir buscar de mota de água.
7 – Reconciliador de relações amorosas
Abordado por um homem embriagado que lhe pediu ajuda para se reconciliar com a namorada, fã do professor, Marcelo acedeu ao pedido e foi até casa da mulher. Esta já estava de pijama e nem queria acreditar no que via mas o namorado foi perdoado e Marcelo convidado para uma patuscada que se prolongou até às cinco da manhã.
8 – ‘Party animal’
Enquanto professor na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa Marcelo sempre foi conhecido por organizar grandes jantaradas com os alunos e pagar copos noite dentro.
9 – Brincadeiras antes de uma entrevista de emprego
Convidado para uma entrevista de emprego naquele que mais tarde viria a ser o jornal Expresso, enquanto esperava pelo encontro Marcelo decidiu divertir as secretárias ao simular um enforcamento, alegando que era o que faria se não fosse contratado. Quando foi chamá-lo para a entrevista Pinto Balsemão ainda o encontrou de língua de fora e cordão do estore atado ao pescoço.  
10 – Visita de estudo para 2.100 crianças
Para levar todas as crianças de todas as escolas de Celorico de Baixo, de onde é natural, a ver a Expo 98, Marcelo pagou cerca de seis mil contos (30 mil euros) do seu próprio bolso. Foram para Lisboa 2.100 crianças em 38 autocarros.
Fonte: NM


Nenhum comentário: