Total de visualizações de página

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Passou a validade? Coma na mesma (mas só estes alimentos)

Já pensou na quantidade de comida que é desperdiçada todos os dias só porque o alimento está um ou dias fora do prazo?

Dan Cluderay não gosta de prazos, respeita-os, mas prefere avaliá-los antes de se render a eles.
Segundo conta o The Independent, este homem vende alimentos fora do prazo a preços reduzidos pelo simples facto de não concordar com as políticas comerciais impostas mundialmente. E todos os produtos estão disponíveis no seuApproved Food, ‘comida aprovada’ em tradução livre.
Para Cluderay, é realmente importante ter em conta a data de validade, mas o prazo estipulado deve ser visto como um sinal de alerta, não como uma sentença de morte para o alimento, uma vez que são muitas as empresas e marcas que encurtam o prazo de vitalidade de um produto apenas para venderem mais unidades.
Após largos anos de experiência, Cluderay assegura que não há qualquer risco em consumir determinados alimentos depois do prazo de validade. Eis alguns exemplos:
Batatas fritas – segundo Dan Cluderay, o sal ajuda a preservar o alimento (já processado e com aditivos suficientes para durar uma ‘eternidade’) por mais tempo;
Chocolate – também o açúcar é um preservador natural do alimento;
Ketchup – a não ser que tenha sido mal armazenado e ganhe bolor, esta pasta de tomate pode durar até um ano num local fresco e fresco, como o frigorífico.
Iogurte – quando a tampa não está ‘inchada’ (como se o iogurte tivesse ar), o alimento pode ser consumido até seis semanas depois da data estipulada.
Leite – de acordo com Cluderay, enquanto o leite não coalhar e não cheirar mal, o consumo é seguro.
Ovos – fazendo este teste é possível ver quando os ovos são comestíveis.

E agora uma curiosidade, sabia que os utensílios de cozinha também têm validade?
Fonte: NM

Nenhum comentário: