Total de visualizações de página

domingo, 7 de fevereiro de 2016

Braço armado do Hamas executou um dos seus membros

O braço armado do movimento radical palestiniano Hamas anunciou hoje a execução de um dos seus membros, condenado por um tribunal marcial, o que ocorre pela primeira vez na história das Brigadas Ezzedin al-Qassam.

"As Brigadas Qassam anunciam que a pena de morte pronunciada contra o seu membro Mahmoud Echtaoui foi aplicada hoje às 16 horas", informou o movimento num comunicado divulgado na Faixa de Gaza, território palestiniano governado pelo Hamas.
O texto não precisa as acusações contra o executado, afirmando apenas que "a justiça militar e islâmica das Brigadas determinou essa pena porque ele violou as regras e a ética" do grupo.
Segundo fontes próximas do movimento citadas pela agência France Presse, Echtaoui, responsável pelo sistema de túneis do movimento, foi acusado de espionagem para Israel.
As fontes precisaram que Echtaoui era um colaborador próximo do chefe das Brigadas, Mohammed Deif, que o exército israelita tentou assassinar pelo menos seis vezes.
Fonte: NM


Nenhum comentário: